fbpx

Para construir uma boa imagem e fortalecer as relações da escola com seu público alvo, você deve saber como engajar a audiência de forma significativa.

Dessa forma, a comunicação virtual da escola com os pais e alunos acontecerá de forma mais humanizada e menos mecânica.

Para sua instituição atingir esse objetivo, adaptamos para a realidade das escolas um manual com 9 maneiras de humanizar marcas através das mídias sociais, como Twitter, Facebook e Instagram.

Caso você ainda não esteja totalmente familiarizado com esse tipo de marketing focado nas redes sociais, confira alguns de nossos guias a respeito:

Agora, confira os 7 passos para ter redes sociais mais humanas:

1) Tenha senso de humor

O humor é uma forma fácil e efetiva de conectar-se com o público nas redes sociais. Tenha em mente três fatores quando for utilizar humor nas mensagens: diversão, informação e controle. É importante ter certeza que a forma de humor utilizada não vai ofender outras pessoas. Ironias também não são recomendadas, visto que nem todos poderão entendê-la.

exemplo 1

Nesse exemplo, o Colégio NAP usou o humor para quebrar a seriedade da mensagem da páscoa – e ao mesmo tempo reforçá-la.

2) Use a linguagem do dia a dia

Muitas pessoas entram nas redes sociais para se sentirem entretidas. Ao entrar no Facebook, por exemplo, o público não está interessado em posts enormes que tomem seu tempo e possuam linguagem rebuscada ou jargões enquanto navegam.

exemplo 2

O Colégio Atual Caruaru utilizou a linguagem cotidiana para cativar os alunos a curtirem o post, mas sem ser informal demais – e de quebra ainda divulgou o Instagram da escola na legenda!

3) Mescle o virtual ao real

Não permita que as postagens das redes sociais sejam apenas fachada. É preciso que o mundo online seja fiel ao virtual. Por exemplo, se um futuro pai ou mãe acessar o Facebook e ver um post de incentivo da escola à reciclagem, eles possam ver, ao visitar a instituição, que esse incentivo acontece também na prática – ou seja, que a coleta seletiva e a reciclagem estejam presentes (e visíveis) também na própria escola.

4) Intereja e converse

Quando sua audiência faz uma pergunta, ela quer (e deve) ser ouvida. Mas você pode, também, falar com as pessoas apenas para interagir, sem grandes propósitos por trás. Pequenos gestos podem fortalecer sua relevância nas redes sociais.

exemplo 4

No exemplo acima, a escola de línguas EnglishTown propôs um quiz em seu Twitter e, em seguida, parabenizou os seguidores que acertaram. Mostrar que se importa com o cliente vale muito!

5) Promova Soluções

Se você entende bem as necessidades do seu público alvo, fica mais fácil de conectar com eles nas redes sociais. Promova soluções para os problemas e angústias dos pais e alunos de forma que eles começarão à enxergar a escola de forma mais amigável, como aliada em suas vidas.

exemplo 5

O Colégio Cognitivo, por exemplo, propôs um debate com um especialista da Polícia Federal diante de uma grande questão enfrentada por pais e alunos, que é a problemática dos cibercrimes e fraudes que podemos enfrentar no mundo virtual.

6) Surpreenda seu público

Todos nós adoramos surpresas, especialmente qual vêm de quem gostamos. Assim como na vida real, você pode fazer seu público feliz tratando-os de maneira especial.

exemplo6

O Colégio Bandeirantes surpreende seus alunos periodicamente com ingressos para filmes em cartaz nos cinemas e divulgando a iniciativa nas redes sociais, por exemplo.

7) Desenvolva uma campanha marcante

Cada pessoa têm um jeito singular de falar, que lhe faz único. Da mesma forma, a marca da sua escola precisa de uma personalidade própria nas redes sociais.

exemplo 7

O Colégio GGE fez uma série de posts enfatizando o slogan da sua mais recente campanha pré-Enem (“Educação Preto no Branco”), aumentando a relevância desta.

Conclusão

conslusao

O marketing via redes sociais funciona quando a marca consegue se conectar com seu público alvo. Algumas escolas conseguem fazê-lo de forma efetiva, outras não. O motivo para essa disparidade fica claro após a leitura de hoje: muitas empresas querem se comunicar  através de uma linguagem formal, como numa reunião de trabalho, em vez de uma forma humana e linguagem do dia a dia.

Para construir uma relação mais significativa nas redes sociais, é preciso humanizar a marca. E o mais importante nesse processo de humanização da escola nas redes sociais é fazer com que os valores e ideais do mundo real sejam replicados no virtual.

O que você achou da lista? Comente!