fbpx

Class presentation

O mercado universitário está altamente competitivo, mas não foi sempre assim. Até meados da década de 1990 elas coexistiam da mesma maneira que as escolas faziam muito recentemente – com números fixos de admissões e subsídios do governo que cobriam anuidades e financiamento de pesquisa. Embora houvesse uma hierarquia óbvia, a concorrência não era encorajada.

Ultimamente tem sido ofertada liberdade e incentivo as Universidades para competir por estudantes, que assumem uma dívida pessoal significativa. Surgiram também os novos operadores do setor – sem fins lucrativos (New College of the Humanities) e com fins lucrativos (Universidade BPP) e o aumento da concorrência internacional. Alguns se fundiram para formar instituições maiores, enquanto outros criaram associações mais amplas com os suas próprias “marcas”, como o Grupo Russell. Todas as universidades tem respondido, investindo fortemente em marketing para atrair os estudantes nacionais e internacionais.

Isso deve soar muito familiar para as escolas profissionais de marketing que leem consultorias de marketing para as escolas. Vemos também uma maior concorrência e novos operadores e Sabemos que muitas escolas estão aumentando seus investimentos em marketing.

Aqui estão listadas cinco atividades que as universidades têm tido sucesso:

1. Foco e trabalho árduo para alcançar potencialmente os acadêmicos céticos (leia professores!) para levar o marketing a sério.

2. Aspirações moderadas de como o conhecimento sobre a universidade é atualmente percebido.

3. As alterações feitas para mudar as percepções existentes sejam repassadas de forma criativa.

4. Deixe os alunos compartilham suas histórias em um foco claro de marketing de conteúdo.

5. Explorar e monitorar uma vasta gama de ferramentas de marketing, além da publicidade – a Universidade de Oxford não tem um orçamento de publicidade, em vez disso, eles se comunicaram por vídeos e um site completo, apoiados pelo uso extensivo de meios de comunicação social.